um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

Solteira e acima dos 40 (VE Entrevista)

“O Senhor é capaz de trazer uma bênção em qualquer estágio da vida. Eu já vi mulheres se casando em todos os estágios. Eu vi o Senhor apresentar maridos para mulheres de diferentes etnias, de diferentes histórias de vida, habilidades físicas e diferentes tipos de testemunhos.” – Carolyn McCulley

Confira abaixo a entrevista com a autora de Feminilidade Radical:

Feminilidade Radical

Fé Feminina em um Mundo Feminista

Como podemos entender o delicado equilíbrio entre a influência cultural, a perspectiva histórica e a autoridade bíblica quando se trata de nosso papel como mulheres no lar, no trabalho, na igreja e na cultura? De que forma as três ondas do feminismo impediram a visão de Deus para as mulheres? E, finalmente, como podemos entender para onde ir a partir daqui? Em meio à confusão radical de nossa cultura acerca da feminilidade, Carolyn ensina a verdade radical do plano sábio e gracioso de Deus para as mulheres.

CONFIRA

Transcrição:

Carolyn McCulley: Isso daria quase um livro inteiro. Mas o que eu realmente quero encorajar nas mulheres que têm a esperança de se casar, é que o Senhor é capaz de trazer uma bênção em qualquer estágio da vida. Eu já vi mulheres se casando em todos os estágios. Eu vi o Senhor apresentar maridos para mulheres de diferentes etnias, de diferentes histórias de vida, habilidades físicas e diferentes tipos de testemunhos. Então não há razão para alguém estar desqualificado para casar.

Tendo dito isso, eu também quero encorajar as mulheres que são solteiras e que estão se aproximando dos 40 anos de idade, reconhecendo que essa é realmente uma época difícil, e eu quero que aquelas que fazem parte da cultura que as cerca na igreja, compreendam que essa é uma fase difícil de tristeza por oportunidades perdidas, e que devemos ser pacientes e graciosos com mulheres que enfrentam isso, pois é uma porta que está se fechando para a esperança de ser uma mulher casada com filhos biológicos. É uma tristeza verdadeira para mulheres que são solteiras tanto quanto para as que sofreram um aborto espontâneo e são casadas, ou outras situações que as igrejas são melhores para identificar.

Tendo dito isso, eu diria também para não perder a esperança e a fé em Deus. Quando eu me tornei cristã, se você tivesse me dito que, depois de algumas décadas, eu continuaria solteira, eu teria ficado horrorizada e eu não sei se eu teria fé para perseverar, pois a graça para o nosso futuro e para o que imaginamos para o nosso futuro não está ali, mas quando passamos por aquele período, percebemos que o Senhor tem graça para nós e que somos capazes de suportar coisas que pensávamos ser inimagináveis.

Tendo dito isso, creio que também é útil sermos bem humoradas sobre as coisas. Certa vez, uma pessoa tentou me encorajar contando a história de sua tia-avó Ida, uma mulher que se casou pela primeira vez aos 73 anos. As pessoas colocam o gol cada vez mais longe. Depois, depois! As pessoas dizem: “Não se preocupe. Eu conheço alguém que se casou aos 40. Ah, você já passou dos 40. Espera! Aqui está alguém mais velho”. “Então, a grande tia-avó Ida se casou aos 73 anos, mas infelizmente, ela teve Alzheimer no ano seguinte e quando seu marido morreu de câncer, ela nem se lembrava que tinha se casado com ele.

Então, não se esqueça que nunca é tarde demais! Não se esqueça da tia Ida”. Eu me perguntava: “Que parte dessa história serve de incentivo? Que ela finalmente se casou, mas esqueceu?” Então, a questão é: tenha um senso de humor porque o que permanece por toda a eternidade… Eu estou falando muito seriamente para todos que estão ouvindo. Os dons que são para esta vida – ser casada e ser mãe – apontam para as coisas que permanecem na eternidade. Tudo o que permanece por toda a eternidade continua sendo nosso. Não há nada que foi deixado de lado na sua vida. Embora seja um verdadeiro sacrifício permanecer fiel ao Senhor, fiel em sua sexualidade como uma mulher solteira… é uma provação na cultura em que vivemos, mas não há nada de valor eterno que já não seja seu e é assim que você obtém a graça para viver pela fé como uma mulher solteira que é mais velha.

Por: Carolyn McCulley. © Voltemos ao Evangelho. Website: voltemosaoevangelho.com. Todos os direitos reservados. Original: Solteira e acima dos 40 (VE Entrevista).

Comentários estão fechados.