um site cristão por Cristo e pelo Evangelho

John Piper – Aos Pregadores da Prosperidade: Não Escondam o Custo

Esse post é o oitavo de uma série de doze. O conteúdo vem de “Doze Apelos aos Pregadores da Prosperidade”, que pode ser encontrado na nova edição do Let the Nations Be GladRegozijem-se as Nações, publicado pela editora Cultura Cristã*).
O que falta na maioria das pregações dae prosperidade é o fato de que o Novo Testamento enfatiza a necessidade de sofrimento muito mais do que o conceito de prosperidade material. 

Jesus disse: “Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: não é o servo maior do que seu senhor. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós outros; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa” (João 15:20). E outra vez disse: “Se chamaram Belzebu ao dono da casa, quanto mais [difamam] aos seus domésticos?” (Mateus 10:25).

Paulo fez lembrar aos novos crentes em suas viagens missionárias que “através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus” (Atos 14:22). E disse aos crentes em Roma que seu sofrimento daqueles era uma parte necessária do caminho para a herança eterna.

“O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Ora, se somos filhos, somos também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados. Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós” (Romanos 8:16-18).

Pedro também disse que o sofrimento é o caminho natural para a bênção eterna de Deus.

“Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando. Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus” (1 Pedro 4:12-14).

O sofrimento é o custo natural da piedade. “Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Timóteo 3:12). Estou ciente de que estas palavras sobre o sofrimento se revezam entre um sofrimento mais generalizado como parte da queda (Romanos 8:18-25) e um sofrimento específico devido aàs hostilidades humanas. Mas argumentarei mais tarde no capítulo 3 que quando isso se refere ao propósito de Deus, não há diferença substancial.

Os pregadores da prosperidade deveriam incluir em suas mensagens um ensino significativo sobre o que Jesus e os apóstolos disseram a respeito da necessidade do sofrimento. Importa que ele venha, Paulo disse (Atos 14:22), e prestamos um desserviço não contando isso cedo aos jovens discípulos, causamos-lhes um prejuízo. Jesus disse isso mesmo antes mesmo da conversão, para que os prováveis discípulos já contassem com o custo: “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33).

Postagem nesta série:






Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org
Original:
To Prosperity Preachers
Tradução : voltemosaoevangelho.com
Permissões:
Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

* A edição da Cultura Cristã é anterior a nova edição lançada nos EUA, portanto não possui estes artigos.


Voltem ao Evangelho

(Um Protesto de Amor)
Você se juntaria a mim neste protesto? 

John Piper – Porque eu abomino a teologia da Prosperidade

DOWNLOAD:
AVI

Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org
Original: John Piper – Why I abominate the prosperity gospel
Tradução e Legenda : voltemosaoevangelho.com
Permissões:
Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.
3 Comentários
  1. maria luiza Diz

    Creio que o perigo da teologia da prosperidade; É apresentar um cristianismo
    sem CRISTO, e um CRISTO sem cruz.As palavras de JESUS não dão nenhum apoio a
    essa teologia.Jesus disse: ajuntai tesouro no céus onde o ladrão não rouba ,e
    a ferrugem não corrói, fazei para vós bolsas que não perecem , porque onde
    estiver o vosso tesouro ai estará o vosso coração.Também disse: Quem quer vir
    após mim negue a si mesmo , toma cada dia sua cruz, vem e segue-me .AS
    palavras de JESUS estão nos nos evangelhos : mt-mc-Lc e João.Quem não quer ser enganado é só ler o que disse JESUS.Quem tem sede vem a mim e beba.

  2. JORGE VIDAL Diz

    Na realidade não vou comentar o conteúdo do vosso Blog, sobre a Doutrina da Prosperidade, porque tenho outro objetivo, que é o de convidar sua equipe e seus leitores para ler o meu Blog, SE FOSSE POSSÍVEL ENGANARIA ATÉ OS ESCOLHIDOS, endereço http://www.riquezasatodocusto.blogspot.com ; no qual, desenvolvo o assunto a dita Doutrina da Prosperidade na sua total improcedência bíblica, isto, feito num estudo sério e aprofundado que vale a pena ser lido com muito carinho e atenção.
    Atenciosamente JORGE VIDAL

  3. Beatriz Capucci Diz

    Que Deus continue a levantar homens de fé, verdadeira e coragem para dizer aquilo que deve e tem que ser dito

Comentários estão fechados.