John Piper – Aos Pregadores da Prosperidade: Recomendem Cristo como Lucro

Esse post é a décimo segundo (último) de uma série de doze. O conteúdo vem de “Doze Apelos aos Pregadores da Prosperidade”, que pode ser encontrado na nova edição do Let the Nations Be GladRegozijem-se as Nações, publicado pela Editora Cultura Cristã*).
Minha maior preocupação a respeito dos efeitos do movimento da prosperidade é que ele deprecia a Cristo fazendo-O menos central e menos satisfatório que Seus presentes. Cristo não é mais exaltado por ser o provedor de riquezas. Ele é mais exaltado por satisfazer a alma daqueles que se sacrificam para amar os outros no ministério do evangelho. 

Quando recomendamos Cristo como aquele que nos torna ricos, nós glorificamos as riquezas, e Cristo se torna um meio para o fim que realmente queremos — a saber, saúde, riqueza e prosperidade. Mas quando recomendamos Cristo como aquele que satisfaz nossa alma para sempre — mesmo quando não há saúde, riqueza e prosperidade — então Cristo é exaltado como mais precioso que todos aqueles presentes.

Vemos isso em Filipenses 1:20-21. Paulo diz: “É minha ardente expectativa e esperança de que […] será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte. Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.” A honra a Cristo acontece quando nós o valorizamos tanto que morrer é lucro. Porque morrer significa “partir e estar com Cristo” (Filipenses 1:23).

Esta é a observação que falta na pregação da prosperidade. O Novo Testamento aponta para a glória de Cristo, não para a glória de Seus presentes. Para deixar isso claro, ele coloca toda a vida cristã abaixo do estandarte da alegre abnegação. “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me” (Marcos 8:34). “Estou crucificado com Cristo” (Gálatas 2:19).

Mas, apesar de a abnegação ser uma estrada difícil que leva à vida (Mateus 7:14), é a mais alegre de todas as estradas. “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo” (Mateus 13:44). Jesus diz que encontrar Cristo como nosso tesouro torna todas as outras posses alegremente dispensáveis. “Transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo.”

Eu não quero que os pregadores da prosperidade parem de chamar as pessoas à alegria máxima. Pelo contrário, eu suplico a eles que parem de encorajar as pessoas a buscarem sua alegria nas coisas materiais. A alegria que Cristo oferece é tão grande e tão durável que nos habilita a perder a prosperidade e ainda assim regozijar. “Vós aceitastes com alegria o espólio dos vossos bens, tendo ciência de possuirdes vós mesmos patrimônio superior e durável” (Hebreus 10:34). A graça de ser alegre na perda de prosperidade — este é o milagre que os pregadores da prosperidade deveriam buscar. Este seria o sal da terra e a luz do mundo. Isto exaltaria a Cristo como extremamente valioso.

Postagem nesta série:






Por John Piper. © Desiring God. Website:desiringGod.org
Original:
To Prosperity Preachers
Tradução : voltemosaoevangelho.com
Permissões:
Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que adicione as informações supracitadas, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

* A edição da Cultura Cristã é anterior a nova edição lançada nos EUA, portanto não possui estes artigos.

 

10 Comentários
  1. Angela Muniz Diz

    Vini,

    Ontem a noite estava comentando com o meu filho, que a igreja, denominação onde fazemos parte, esta ultrapassada.
    A maioria das igrejas tem um plano de marketing ou uma estratégia de crescimento ou oferecem a prosperidade ou a conquista das nações ou a cura milagrosa, a libertação, enquanto nós "ultrapassados" estamos oferecendo "apenas e somente" Jesus.

    Como se evangelho fosse um produto e a concorrência precisa melhorar,colocando opcionais

    A Paz de Cristo
    Angela Muniz

  2. Handerson Xavier Diz

    Olá.
    Maravilhosos estas reflexões sobre os teólogos da prosperidade.
    Mas poderíamos resumir todos estes pontos em 1: teólogos da prosperidade, convertam-se!

  3. George Lucas Diz

    EEei..
    Será que essa série poderia ser feita um arquivo PDF com todas juntas?
    abraço

  4. (-V-) Diz

    George,

    Estamos criando um e-book =)
    Lançaremos possivelmente quinta.

    Em Cristo,
    Vini

  5. Anonymous Diz

    É muito bom a forma como,ele explica a bíblia.
    Fico triste pois vemos isso na maioria das igrejas,e vemos que os pastores,nao estudam a biblia,e a maioria ja nao tem o espirito santo para entender a palavra,e ensinar o evangelo de Jesus Cristo.
    Entao oq vemos na igreja sao pessoas esperando apenas melhoria de vida,pessoas que esperam mais por uma casa e um carro,ou um bom emprego,do que a salvaçao.
    é muito ruím ir na igreja e ver o amor de Jesus Cristo,pregado através de riquezas materiais,e ver as pessoas acreditarem naquilo…cegas nao podem ver o verdadeiro evangelho de Jesus Cristo.
    Toda Honra e toda Gloria seja dada ao nosso Deus.

  6. Anonymous Diz

    Vini,
    Sei que talvez não tenha muito a ver com o assunto mas tem um versiculo em Provérbios 13:22 que diz: O homem de bem deixa uma herança aos filhos de seus filhos, mas a riqueza do pecador é depositada para o justo. Proverbios 13.22 o que será que isso quer dizer?
    Obrigado

  7. (-V-) Diz

    Anônimo,

    Desculpe a demora.

    Primeiro, lembremos que provérbios não são promessas bíblicas, mas observações sábias de Salomão. Com isso também não quero dizer que não são inspiradas.

    Mas o que podemos ver deste versículo é que:

    1) O homem de bem trabalha justamente para auxiliar seus filhos e netos. No Novo Testamento isso se chama "honrar sua casa". Contudo, há outra realidade no Novo Testamento (e no Velho também) que se chama ajudar seu próximo. Jamais nos esqueçamos das duas.

    2) Quanto "a riqueza do pecador é depositada para o justo", se formos levar ao pé da letra, não há nenhum justo sequer e todos pecaram, mas creio que não é esta a intenção de Salomão. A intenção dele é mostrar que aqueles que ajuntam riquezas impiamente não permanecerão ricos eternamente. Embora sabemos que muitos ímpios se enriquecem nesta vida, não são ricos para com Deus e não serão ricos na próxima vida. Nós, os cristãos, reinaremos com Cristo, seremos prósperos em toda e qualquer forma, julgaremos o mundo e os anjos, nos assentaremos no trono juntamente com Cristo e com o Pai. Maravilhosas são as promessas de nossa união com Cristo em sua glória. Só não nos esqueçamos o tempo em que elas virão.

    Espero ter ajudado,
    Vini

  8. maria luiza Diz

    Jesus mesmo disse:Quando vedeis estas coisas acontecendo sabei que esta
    próximo o reino do céus, Evang-mt .
    Paulo escreveu : uns pregam o evang por partidarimo, uns por vanglória, tem os que pregam por inveja, e tem os que pregam por boa vontade.Importa que CRISTO seja pregado . Fílipenses : cp-1 vs-15-18.Cada um vai dar conta de suas obras.
    JESUS disse : nem todos que me diz ; Senhor, Senhor entrara no reino de DEUS.
    Muitos dirão naquele dia; Senhor não profetizamos em teu nome? e em teu nome
    não expulsamos demônios?e em teu nome não fizemos muitas maravinhas? E tão lhes
    responderei abertamente: Nunca vos conheci; Apartai-vos de mim, vós que praticais
    a iniquídade . Mt- 7-21-23.

  9. Leandro Siqueira Diz

    Vini,

    mesmo estando acima dito que poderia ser reproduzido, gostaria de pedir autorização para postar este texto em meu blog.
    Ele é fantástico!

    Grande abraço fraterno,

    Graça e Paz!

    1. Vini Diz

      Sim =)

      Conforme as permissões rs

Comentários estão fechados.