Thomas Watson – Uma Exortação Para Amar a Deus [6/6]

O Voltemos ao Evangelho está traduzindo o livro Um Tônico Divino, do puritano Thomas Watson. Confira os capítulos já traduzidos:

  1. As melhores coisas cooperam para o bem [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5]
  2. As piores coisas cooperam para o bem [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 | Parte 6 | Parte 7 | Parte 8]
  3. Por que todas as coisas cooperam para o bem do homem piedoso? [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3]
  4. Sobre o Amor a Deus [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3]
  5. Os Testes do Amor a Deus [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 | Parte 6]
  6. Uma Exortação Para Amar a Deus [Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 | Parte 6]

3. Uma exortação para aumentar o seu amor a Deus

Deixem-me exortar os cristãos a aumentarem o seu amor a Deus. Que o amor de vocês seja elevado a um outro patamar. “E também faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais” (Fp 1.9). O nosso amor a Deus deveria ser como a luz da manhã: primeiro há o despontar do sol, que vai brilhando mais e mais até a plena luz do meio-dia. Aqueles que possuem apenas algumas centelhas de amor deveriam alimentar essas centelhas divinas até que se tornassem em uma chama. Um cristão não deveria contentar-se com tão pequena esmola de graça, a qual por vezes lhe faz pensar se de fato possui alguma graça ou não; antes, ele deveria continuamente aumentar o seu depósito. Aquele que possui um pouco de ouro deseja possuir mais; vocês que amam a Deus um pouco, trabalhem para amá-lo mais. Um homem piedoso está contente em ter pouquíssimo do mundo; entretanto, ele nunca fica satisfeito, mas deseja ter mais da influência do Espírito, e trabalha para avançar de um degrau de amor para outro. A fim de persuadir os cristãos a derramarem mais azeite em suas candeias, e aumentarem a chama do seu amor, permitam-me propor estes quatro incentivos divinos:

(1) O crescimento do amor evidencia a sua genuinidade. Se eu vejo uma amendoeira germinar e crescer, eu sei que há vida em sua raiz. A natureza-morta de uma pintura não cresce; assim também um hipócrita, que não é outra coisa senão um retrato, não crescerá. Mas onde nós vemos o amor a Deus aumentar e tornar-se mais robusto, como a nuvem de Elias, podemos concluir que tal amor é verdadeiro e genuíno.

(2) Pelo crescimento do amor nós imitamos os santos da Bíblia. O amor deles a Deus, como as águas do santuário, tornou-se cada vez mais profundo. Os amor dos discípulos a Cristo, no início, era fraco, e por isso eles o abandonaram. Contudo, após a morte de Cristo, ele tornou-se mais vigoroso, e eles passaram a confessá-Lo abertamente. O amor de Pedro, no início, era mais frágil e lânguido, e ele negou a Cristo; contudo, depois, quão ousadamente ele O proclamava! Quando Cristo provou o seu amor, “Simão, tu me amas?” (João 21.16), Pedro podia fazer o seu humilde, porém confidente apelo a Cristo: “Senhor, tu sabes que te amo”. Assim, aquela delicada planta, a qual antes foi arrastada pelo vento da tentação, agora cresceu e tornou-se um cedro, o qual nem todos os poderes do inferno podem sacudir.

(3) O crescimento do amor aumentará o galardão. Quanto mais nós ardermos em amor, mais brilharemos na glória: quanto maior o amor, mais reluzente a coroa.

(4) Quanto mais nós amamos a Deus, mais amor haveremos de receber Dele. Acaso desejamos que Deus revele os doces segredos do Seu amor a nós? Desejamos ter os sorrisos de Sua face? Oh, se é assim, batalhemos por medidas mais elevadas de amor. São Paulo considerou ouro e prata como esterco, comparado a Cristo (Filipenses 3.8). Sim, ele estava de tal modo inflamado de amor a Deus, que poderia desejar ser separado de Cristo por seus irmãos judeus (Romanos 9.3). Não que ele pudesse ser separado de Cristo, mas tal era o seu ardente amor e zelo piedoso pela glória de Deus, que ele estaria contente em sofrer, mesmo além do que é possível mencionar, se Deus pudesse receber maior honra.

Aqui o amor foi colocado no mais alto cume possível de um mortal alcançar: e vejamos quão perto ele está do coração de Deus! O Senhor arrebata este homem aos céus por um pouco, e o encosta em Seu seio, onde ele tem uma gloriosa visão de Deus, e ouve aquelas “palavras inefáveis, às quais não é lícito ao homem referir” (2Coríntios 12.4). Nunca um homem se tornará um perdedor por causa do seu amor a Deus.

Se o seu amor a Deus não aumentar, ele rapidamente diminuirá. Se o fogo não for alimentado, ele subitamente se apagará. Portanto, os cristãos deveriam, acima de tudo, esforçar-se por afagar e estimular o seu amor a Deus. Essa exortação se tornará desnecessária quando estivermos nos céus, pois naquele Dia a nossa luz será plena e o nosso amor, perfeito; mas este é o tempo de exortar a que o nosso amor a Deus aumente mais e mais.

Por Thomas Watson. Original: A Divine Cordial By Thomas Watson

Tradução: voltemosaoevangelho.com

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

6 Comentários
  1. Kaique Bispo Diz

    Òtimo capituloo!

  2. Paulinho Diz

    Graças ao Deus vivo! Pessoal do VE, voçes colocaram o livro do Paul Washer a Verdade sobre o homem, e este do Thomas – Uma Exortação Para Amar a Deus para download? Obrigado pela compreensão!

    1. Vinícius S. Pimentel Diz

      Paulinho,

      O e-book “A Verdade Sobre o Homem” está sendo revisado e, em breve, será postado. Já este do Watson ainda não está completamente traduzido, e só será disponibilizado como e-book no final.

      Continue orando por nós =]

    2. Paulinho Diz

      Muito Grato!

  3. Manuela Diz

    Glória a Deus! Muito boa essa série…ficava dia após dia esperando a continuação. Quanto precisamos amar mais a Deus! Favor dêem destaque quanto disponibilizarem o e-book.

    1. Vinícius S. Pimentel Diz

      Manuela,

      Ainda temos mais 3 capítulos por traduzir, que serão postados a partir de janeiro, se Deus quiser. Portanto, continue acompanhando, e nos ajude em oração =]

Comentários estão fechados.